Desembargador manda liberar advogado preso injustamente com quadrilha que aplicava golpes pelo WhatsApp

Compartilhe essa Notícia:


Não durou 24 horas a prisão preventiva do advogado José dos Santos Ferreira Sobrinho, que foi preso injustamente acusado de fazer parte de uma organização criminosa que aplicava golpes pelo aplicativo WhatsApp.
Na decisão, o desembargador plantonista Celso de Oliveira reconheceu que a acusação que pesava contra Santos Sobrinho era muito frágil e não demonstra o seu envolvimento com os demais criminosos.
A polícia acusou o advogado de receber dinheiro oriundo de crime, mas foi demonstrado que Santos Sobrinho apenas recebeu honorários para defender os seus clientes, e isso não é crime.
A OAB/MA, e seu presidente Thiago Diaz, não fizeram um acompanhamento que a classe esperava para este caso, deixando o advogado injustamente preso sem assistência da casa.

Fonte: Blog Marrapá 

Deixe Seu Comentário Aqui!